Mundo

28/07/2022 as 18:51

Coreia do Norte faz ameaças contra Seul e Estados Unidos

Kim Jong-un diz que está pronto para usar armamentos nucleares

Agência: Ansa
Foto: EPA / Ansa / https://ansabrasil.com.br/ansausers/brasil/flash/internacional/2022/07/<?php echo $paginatitulo ?>

O ditador norte-coreano, Kim Jong-un, voltou a ameaçar a Coreia do Sul e os Estados Unidos durante um pronunciamento nesta quinta-feira (28), segundo repercutiu emissora estatal "KCNA". O país celebra o "Dia da Vitória" na guerra contra os vizinhos do Sul, ocorrida entre 1950 e 1953.

"A dissuasão nuclear de nosso país também está pronta para mobilizar seu poder absoluto de forma confiável, precisa e rápida, conforme for a sua missão. [...] Falar sobre ações militares contra a nossa nação, que possui grandes armas que eles mais temem, é absurdo e uma ação autodestrutiva. Uma tentativa tão perigosa seria imediatamente punida pela nossa poderosa força e o governo de Yoon Suk Yeol e seu exército seriam aniquilados", disse aos veteranos do conflito.

Kim ainda afirmou que seu governo "está pronto" para enfrentar os Estados Unidos em "qualquer tipo de batalha". Washington é um dos maiores aliados político-militares de Seul e, há poucas semanas, havia se manifestado sobre uma "ação rápida" contra Pyongyang em caso de ataque contra o Sul.

Para o ditador, os "imperialistas norte-americanos estão jogando as autoridades sul-coreanas em um conflito suicida".

A presença no evento dos veteranos foi a primeira aparição pública do ditador em três semanas e o discurso foi o mais duro contra a Coreia do Sul desde que Yoon assumiu o poder, em 10 de maio, prometendo adotar uma linha mais dura contra Kim.

Além disso, desde o início do ano, Pyongyang vem aumentando a quantidade de disparos de mísseis e foguetes em testes que mostram a evolução do poderio nuclear da Coreia do Norte.