Mundo

20/06/2022 as 09:36

Parlamento veta músicas e livros russos na Ucrânia

Medidas foram tomadas para diminuir influência russa na cultura

Agência: Ansa
Foto: Ansa / https://ansabrasil.com.br/ansausers/brasil/flash/internacional/2022/06/20/par<?php echo $paginatitulo ?>

O Parlamento da Ucrânia, chamado de Verkhovna Rada, aprovou neste domingo (19) duas leis que afetam a presença da cultura russa no país em meio à guerra iniciada por Moscou em fevereiro. Ambas ainda precisam ser sancionadas, segundo informa o portal Ukrinform.

A primeira delas veta a importação e distribuição de livros e produtos editorais em geral produzidos na Rússia, em Belarus - país aliado do Kremlin - e em "territórios temporariamente ocupados". Também foram vetadas quaisquer obras em língua russa produzidas em outras nações.

Conforme o portal, a lei foi apresentada pelo primeiro-ministro do país, Denis Shmygal, no último dia 11 de maio e prevê ainda a dissolução do acordo entre Rússia e Ucrânia de cooperação técnica e científica.

A outra legislação aprovada pelos parlamentares foi a imposição "de uma proibição absoluta e indefinida da exibição pública, projeção pública e manifestação pública de músicas criadas por artistas que, depois de 1991, se tornaram cidadãos do Estado-agressor". A data marca o fim da União Soviética, quando os ucranianos formaram um país independente.

A única exceção à regra é a execução de músicas de artistas que condenaram a invasão de Moscou, que serão incluídas em uma lista verde. Também os programas de rádio e televisão precisarão aumentar o percentual de programas e comentários em língua ucraniana - com a consequente diminuição das falas em russo.

A ideia do Verkhovna Rada é diminuir cada vez mais a presença da cultura russa no país por conta da guerra. Antes do conflito, os dois povos se consideravam "irmãos".