Mundo

10/05/2022 as 11:41

Rússia ataca Odessa com mísseis hipersônicos

Cidade é o principal acesso da Ucrânia ao Mar Negro

Agência: Ansa
Foto: Ansa / https://ansabrasil.com.br/ansausers/brasil/flash/internacional/2022/05/10/rus<?php echo $paginatitulo ?>

A Rússia realizou um ataque com mísseis hipersônicos contra a região de Odessa, no sul da Ucrânia.

De acordo com a administração militar regional, três projéteis Kinzhal, um dos mais modernos do arsenal russo, foram lançados de um avião e atingiram um hotel na noite da última segunda-feira (9).

Além disso, outros sete mísseis convencionais acertaram um centro comercial em Odessa. O ataque ocorreu por volta de 22h30, quando as ruas estavam vazias devido a um toque de recolher.

De acordo com um balanço oficial, pelo menos uma pessoa morreu no bombardeio, que ocorreu poucas horas depois de uma visita do presidente do Conselho Europeu, Charles Michel.

Durante a missão, Michel teve de interromper uma reunião com o premiê da Ucrânia, Denys Shmyhal, e se esconder em um bunker por causa de alarmes antiaéreos sobre iminentes ataques russos.

Odessa é a terceira cidade mais populosa do país e abriga o principal porto ucraniano. O município fica fora do Donbass, área do leste da Ucrânia cuja soberania é defendida pela Rússia, mas se tornou alvo de Moscou por causa do acesso ao Mar Negro.

Atualmente, as forças russas impõem um bloqueio naval aos portos ucranianos, que acumulam toneladas e toneladas de grãos que não podem ser exportados. "Dezenas de países já estão à beira de uma carência alimentar e, com o tempo, a situação pode se tornar terrível", alertou o presidente Volodymyr Zelensky.