Mundo

02/12/2021 as 09:00

EUA detectam primeiro caso da variante Ômicron

Pessoa infectada apresentou sintomas leves e está em isolamento

Agência: Ansa
Foto: EPA / Ansa / https://ansabrasil.com.br/ansausers/brasil/flash/internacional/2021/12/<?php echo $paginatitulo ?>

Os Estados Unidos registraram nesta quarta-feira (1º) seu primeiro caso da variante Ômicron do novo coronavírus, que espalhou uma onda de pânico pelo mundo.

Segundo o imunologista Anthony Fauci, principal conselheiro do governo norte-americano para o combate à pandemia, o caso foi identificado na Califórnia. A pessoa viajou para a África do Sul em 22 de novembro e testou positivo sete dias depois.

Fauci ainda destacou que a pessoa infectada apresentou sintomas leves e já está completamente isolada. O indivíduo recebeu as duas doses da vacina contra o novo coronavírus.

Definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma variante "de preocupação", a Ômicron foi identificada pela primeira vez na África do Sul. Ela, no entanto, se espalhou rapidamente e já foi detectada em mais de 25 nações, como Itália, Brasil e Alemanha.

Em uma coletiva de imprensa no início da semana, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, comentou que a Ômicron é "motivo de preocupação, não de pânico".

A nova variante carrega cerca de 50 mutações na proteína spike, espécie de coroa de espinhos que reveste o Sars-CoV-2 e é usada pelo vírus para atacar as células humanas. Como a maior parte das vacinas disponíveis se baseia nessa proteína, existe o temor de que a Ômicron possa ser resistente aos imunizantes.