Mundo

30/11/2021 as 12:27

França recomenda vacinação de crianças de 5 a 11 anos

Imunização mira os menores mais vulneráveis ao novo coronavírus

Agência: Ansa
Foto: EPA / Ansa / https://ansabrasil.com.br/ansausers/brasil/flash/internacional/2021/11/<?php echo $paginatitulo ?>

As autoridades de saúde da França recomendaram nesta terça-feira (30) a vacinação de crianças de cinco a 11 anos de idade contra o novo coronavírus, principalmente aquelas com risco de desenvolver formas graves da Covid-19.

Em um comunicado, a Alta Autoridade de Saúde da França (HAS) também recomendou a imunização de crianças que vivem com pessoas vulneráveis, principalmente as que não estão protegidas pela vacina anti-Covid.

"A HAS recomenda a abertura da vacinação a algumas crianças de cinco a 11 anos de idade, principalmente para aquelas em risco de desenvolver uma forma grave de doença e para as que vivem ao lado de pessoas imunossuprimidas ou não protegidas pela vacina", destacou a entidade francesa.

Na semana passada, a agência de medicamentos da União Europeia (EMA) recomendou a utilização da vacina anti-Covid do consórcio Biontech/Pfizer em crianças entre cinco e 11 anos. A fórmula já vem sendo aplicada em menores de idade em países como Canadá, Estados Unidos e Israel.

"Devemos considerar a questão da vacinação de crianças, porque é também um meio de evitar a transmissão da Covid-19 dos mais pequenos para as pessoas mais vulneráveis, como os seus avós ou pessoas do seu círculo próximo com graves problemas de saúde", disse Jean-Michel Molina, médico do Hospital Saint-Louis de Paris, em entrevista à "BFMTV".

No geral, a França pretende ultrapassar a marca de 52 milhões de primeiras doses da vacina contra o coronavírus Sars-CoV-2 até quinta-feira (2) e de 10 milhões da terceira dose até o próximo fim de semana.

Em meio a nova escalada de casos de Covid-19, o governo francês reintroduziu a obrigatoriedade de usar máscara de proteção em locais que recebem o público.