Mundo

25/11/2021 as 13:30

Agência da UE recomenda vacina da Pfizer para crianças

EMA indicou aplicação em pessoas de 5 a 11 anos de idade

Agência: Ansa
Foto: EPA / Ansa / https://ansabrasil.com.br/ansausers/brasil/flash/ciencias/2021/11/25/ag<?php echo $paginatitulo ?>

A agência de medicamentos da União Europeia (EMA) recomendou nesta quinta-feira (25) a utilização da vacina anti-Covid do consórcio Biontech/Pfizer em crianças entre cinco e 11 anos de idade.

Até agora, o imunizante mais usado na UE era indicado apenas para pessoas a partir de 12 anos, mas a fórmula já vem sendo aplicada em crianças menores em países como Canadá, Estados Unidos e Israel.

"O comitê de medicamentos humanos da EMA recomendou uma extensão da indicação da vacina Comirnaty para incluir o uso em crianças entre cinco e 11 anos", diz um comunicado da agência europeia.

A dosagem para o público infantil, no entanto, será de apenas 10 microgramas por injeção, enquanto pessoas com 12 anos ou mais tomam 30 microgramas por dose. A recomendação da EMA é de duas injeções nos braços, com intervalo de três semanas.

A agência também cita um estudo clínico que apontou eficácia de 90,7% contra casos sintomáticos em crianças, embora a taxa real, segundo a própria EMA, possa variar entre 67,7% e 98,3%. Os efeitos colaterais mais comuns são dor, vermelhidão e inchaço no local da injeção, cansaço, dor de cabeça, dores musculares e calafrios.

O parecer será enviado para a Comissão Europeia, poder Executivo da UE e a quem cabe a palavra final. Enfrentando a quarta onda da pandemia, a Europa voltou a ser o epicentro da crise sanitária, com explosão dos contágios em países como Alemanha, Áustria e Eslováquia.

De acordo com um mapa divulgado nesta quinta pelo Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças, não há mais nenhuma região do bloco na faixa verde, menor nível na escala de risco definida pela UE.