Mundo

22/10/2021 as 18:15

Papa elogia Merkel: 'Uma das grandes líderes da história'

Para Jorge Bergoglio, o legado de Merkel "também é importante como liderança feminina"

Agência: Ansa
Foto: Ansa / https://ansabrasil.com.br/ansausers/brasil/flash/internacional/2021/10/22/pap<?php echo $paginatitulo ?>

O papa Francisco elogiou nesta sexta-feira(22) a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, cujo mandato será encerrado após 16 anos, e a definiu como "uma das grandes lideranças que ficarão na história".

Durante entrevista à agência de notícias Télam no Vaticano, o Pontífice desejou que sua figura fosse considerada "um chamado às mulheres que sentem a vocação política".

"Em seus anos de governo, Merkel deu um bom exemplo de bom senso, de capacidade de ver o que é possível, o que é viável e sempre caminhar assim", afirmou Francisco na Casa Santa Marta, sua residência oficial.

O Papa ressaltou que a chanceler alemã "é uma das grandes líderes que ficarão na história" e lembrou que há muitos desses líderes da Alemanha, "como Konrad Adenauer e Helmut Kohl, que foi seu professor e descobriu ela".

Durante seu pontificado, o argentino participou de ao menos sete encontros com a líder, que "não é uma mulher de fantasia, porque seus ideais estão concretamente encarnados".

Para Jorge Bergoglio, o legado de Merkel "também é importante como liderança feminina". "As mulheres têm uma sensibilidade especial para captar mais os momentos de conflito. As mulheres são muito mais capazes de pilotar conflitos porque são realistas, têm capacidade de inventar e elaborar", enfatizou.

Por fim, o Santo Padre insistiu que "na política as mulheres sempre deram uma boa contribuição e muito mais quando realmente a carregam em seus corações".

"Acho que a administração de Angela Merkel é um marco interessante na política mundial. E um apelo às mulheres que sentem vocação política", concluiu.

No início do mês, Francisco recebeu Merkel naquela que foi a última visita formal da chefe do governo alemão ao Vaticano. Na ocasião, os dois debateram temas atuais, como os problemas da Igreja, os desafios políticos da União Europeia e a crise do clima.