Mundo

15/09/2021 as 12:00

Caso Moise: Promotor haitiano que acusou premiê é demitido

Também o ministro da Justiça do Haiti foi demitido

Agência: Ansa
Foto: Divulgação/AFF/Ansa/https://ansabrasil.com.br/ansausers/brasil/flash/internacional/<?php echo $paginatitulo ?>

As jogadoras da seleção do Afeganistão de futebol feminino chegaram nesta terça-feira (14) ao Paquistão com parentes em busca de refúgio.

Todas as atletas e seus familiares, que totalizaram por volta de 115 pessoas, chegaram à fronteira da cidade de Torkham, onde foram recebidas por um membro da Federação de Futebol do Paquistão (PFF).

Fawad Chaudhry, ministro da Informação do país, deu as boas-vindas para a seleção afegã feminina, declarando que as jogadoras "estavam com passaportes válidos".

Segundo informações do jornal paquistanês "The Dawn", as atletas receberam vistos humanitários de emergência após a tomada de Cabul pelo grupo fundamentalista islâmico Talibã.

Um dos líderes culturais do Afeganistão já indicou que as mulheres enfrentarão restrições para praticar esportes.

A seleção feminina do Afeganistão foi formada em 2007 e ocupa a posição número 152 do ranking da Fifa. O país nunca chegou a disputar uma Copa do Mundo da modalidade.