Mundo

21/07/2021 as 13:43

Tribunal confirma prescrição de pena contra comparsa de Battisti

Luigi Bergamin aguarda processo de extradição na França

Agência: Ansa
Foto: Ansa / ansabrasil.com.br/ansausers/brasil/flash/internacional/2021/07/21/tribunal-co<?php echo $paginatitulo ?>

A Corte de Apelação de Milão confirmou nesta quarta-feira (21) a prescrição da pena de 16 anos e 11 meses de prisão aplicada ao ex-terrorista italiano Luigi Bergamin, comparsa de Cesare Battisti em homicídios ocorridos nos anos 1970.

A decisão confirma a sentença de primeiro grau divulgada pelo Tribunal de Milão em maio passado, mas o Ministério Público ainda pode recorrer à Corte de Cassação, instância máxima da Justiça da Itália.

Bergamin é considerado o mandante do assassinato do marechal da polícia penitenciária Antonio Santoro, morto por Battisti e uma cúmplice em 6 de junho de 1978, em Údine. Segundo a Justiça italiana, os dois autores materiais do homicídio trocaram falsas carícias até o momento do atentado.

Tanto Bergamin quanto Battisti pertenciam ao grupo Proletários Armados pelo Comunismo (PAC), que acusava o marechal de "perseguir presos políticos" durante os Anos de Chumbo.

Bergamin, que vive na França e se entregou em abril passado para responder a um processo de extradição, também participou do planejamento do homicídio do policial Andrea Campagna, assassinado por Battisti em 1979.

Se a Corte de Cassação confirmar a prescrição, Bergamin não poderá ser extraditado pela França.