Esportes

13/01/2022 as 12:05

Comitê britânico oferece celulares anti-espionagem para atletas

Entidade pediu para competidores deixarem seus aparelhos em casa

Agência: Ansa
Foto: EPA / Ansa / https://ansabrasil.com.br/ansausers/brasil/flash/esportes/2022/01/13/co<?php echo $paginatitulo ?>

O Comitê Olímpico da Grã-Bretanha teria pedido para que seus atletas não levem seus aparelhos eletrônicos pessoais aos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pequim, em função do alto risco de espionagem.

De acordo com o jornal "The Guardian", o comitê ofereceu telefones descartáveis aos integrantes da delegação que estarão envolvidos nos Jogos Olímpicos de Pequim, que começam em três semanas.

O periódico ainda informou que os atletas não serão obrigados a deixar seus dispositivos em casa, mas a recomendação acontece por medo de que algum software possa rastrear ou até mesmo hackear informações privadas.

A China anunciou recentemente que vai permitir que competidores e jornalistas estrangeiros acessem redes sociais como Twitter, Facebook e Instagram.

A recomendação dos britânicos é muito semelhante ao feito pelo comitê da Holanda aos seus atletas e membros da comissão técnica.

No total, os organizadores das Olimpíadas de Pequim esperam receber mais de dois mil atletas estrangeiros no país asiático.