Esportes

07/01/2022 as 11:21

Coreia do Norte confirma que não disputará Olimpíadas de Inverno

País criticou o boicote diplomático coordenado pelos EUA

Agência: Ansa
Foto: Ansa / https://ansabrasil.com.br/ansausers/brasil/flash/esportes/2022/01/07/coreia-d<?php echo $paginatitulo ?>

Impedida de disputar as Olímpiadas de Inverno de Pequim, na China, a Coreia do Norte confirmou que não enviará nenhum atleta para o megaevento esportivo e criticou o boicote diplomático liderado pelos Estados Unidos.

De acordo com a emissora estatal "KCNA", o país não disputará o megaevento esportivo por causa da pandemia de Covid-19 e da ação de "forças hostis", não tendo mencionado em nenhum momento a punição do Comitê Olímpico Internacional (COI).

O país asiático, que não disputou as Olimpíadas de Tóquio, foi suspenso pelo COI em setembro passado e ficou impedido de participar dos Jogos de Inverno deste ano. Oficialmente, a Coreia do Norte comunicou que não enviou sua delegação para a capital japonesa por causa da pandemia.

Além de informar que não estará presente nas Olimpíadas de Inverno, a "KCNA" revelou que a Coreia do Norte descreveu o boicote coordenado pelos EUA como um "insulto" ao espírito olímpico.

"Os Estados Unidos e suas forças vassalas estão ficando cada vez mais indisfarçáveis em seus movimentos contra a China com o objetivo de impedir a abertura bem-sucedida das Olimpíadas. É um insulto ao espírito olímpico e uma tentativa de desonrar a imagem internacional da China", disse a carta.

O Ministério das Relações Exteriores da China já informou que a ausência da Coreia do Norte aconteceu por "razões especiais" e expressou seu "total entendimento". Pyongyang, por sua vez, prometeu colaborar para o sucesso do megaevento.
As Olimpíadas de Inverno de Pequim estão previstas para começar no dia 4 de fevereiro.