Em Foco

26/01/2022 as 09:34

Itália candidata áreas naturais para patrimônio da Unesco

Todos os sete locais ficam na região da Emilia-Romagna

Agência: Ansa
Foto: Reprodução/Twitter/Ansa/https://ansabrasil.com.br/ansausers/brasil/flash/cultura/202<?php echo $paginatitulo ?>

A Itália aprovou na terça-feira (25) a candidatura de algumas áreas naturais localizadas na região da Emilia-Romagna, no norte do país, para serem reconhecidas como Patrimônio Mundial da Unesco.

Os sete espaços naturais ficam localizados nos Apeninos da Emilia-Romagna, são eles: Alta valle del Secchia, Bassa collina reggiana, Gessi di Zola Presoda, Gessi Bolognesi, Vena del Gesso Romagnola, Evaporiti di San Leo e Gessi della Romagna Orientale.

"A proposta tem um elevado valor científico, que está ligado à sinergia global única de diversos fatores geológicos e climáticos. O conjunto se caracteriza pelo resultado único da deposição de sais de gesso e sal-gema que ocorreram durante dois dos eventos geológicos mais impressionantes da história da Terra: a desintegração do supercontinente Pangeia e a catástrofe ecológica no Mar Mediterrâneo", informou o Ministério da Transição Ecológica da Itália.

A pasta ainda revelou que a área abriga "um conjunto de morfologias cársticas, grutas e nascentes evaporíticas de extraordinário valor". O país europeu ainda descreveu os locais como de "grande interesse" para pesquisas biológicas e arqueológicas.

Essa não será a primeira vez que a Itália apoia uma candidatura com base em critérios naturais, pois as Dolomitas e o Monte Etna já obtiveram o reconhecimento da Unesco.