Política

15/01/2021 as 04:04

Quem dá lucro permanece, quem não dá fecha, diz Bolsonaro, lamentando sobre Ford

"A Ford, respeitosamente, mesmo com subsídio, foi incapaz de se deixar levar pela concorrência

fonte
Foto: Caroline Artunes / PR / Ag. Brasil / agenciabrasil.ebc.com.br/politica<?php echo $paginatitulo ?>

Por Emilly Behnke, Camila Turtelli e Daniel Galvão
O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, em transmissão ao vivo nas redes sociais nesta quinta-feira, 14, ter lamentado profundamente o anúncio de fechamento da Ford no Brasil, mas que essa é a dinâmica do mercado.

"A Ford, respeitosamente, mesmo com subsídio, foi incapaz de se deixar levar pela concorrência. Então, os asiáticos, carros chineses, coreanos, vieram pra cá e sufocaram a Ford", disse o presidente da República. "Lamentamos profundamente o que aconteceu, mas num País democrático, onde se respeita a liberdade de mercado, quem dá lucro permanece, quem não dá lucro fecha", afirmou.

Bolsonaro destacou ainda que não quer perder nenhum emprego no que depender dele.

Ele disse que quase todo imposto que é arrecadado no Brasil é ressarcido no ano seguinte. "Vamos tentar pelo menos para 2022 passar para R$ 3 mil (isenção)", disse.

Participa da transmissão também o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.