Política

20/05/2020 as 17:20

PSL quer que Flávio Bolsonaro devolva R$ 500 mil e acusa senador de 'desvio de finalidade'

O PSL afirma que a transação caracteriza desvio de finalidade do fundo partidário

Agência Sputnik
Foto: ABr<?php echo $paginatitulo ?>

Nesta quarta-feira (20), o PSL divulgou nota afirmando que irá cobrar do senador Flávio Bolsonaro a devolução de R$ 500 mil.
A nota assinada pelo vice-presidente do partido, o deputado federal Júnior Bozzella, refere-se ao montante de verba pública do fundo partidário que Bolsonaro usou para contratar um escritório de advocacia, em 2019.

Conforme publicou o jornal Folha de São Paulo, o escritório pertence ao advogado Victor Alves, que é investigado em inquérito que apura o vazamento de informações da Polícia Federal.

O PSL afirma que a transação caracteriza desvio de finalidade do fundo partidário e acusa o senador de ter mentido ao explicar-se através de redes sociais, quando este negou as acusações. Segundo o PSL, o escritório não prestou os serviços contratados, o que comprovaria que houve desvio de finalidade.

Em nota, hoje no Bom dia Brasil, comentamos o caso do esquema de Flávio Bolsonaro, que utilizou o PSL/RJ para contratar por R$ 500 mil o escritório de seu amigo, ex-assessor, advogado e investigado no caso Queiroz, Victor Granado.

Vamos cobrar! Flávio vai ter de se explicar.

Em nota, hoje no Bom dia Brasil, comentamos o caso do esquema de Flávio Bolsonaro, que utilizou o PSL/RJ para contratar por R$ 500 mil o escritório de seu amigo, ex-assessor, advogado e investigado no caso Queiroz, Victor Granado.

Vamos cobrar! Flávio vai ter de se explicar.