Política

20/05/2020 as 11:00

'Ainda bem' que o 'monstro' do coronavírus apareceu, diz Lula

Declaração foi no mesmo dia em que o país teve mais de mil morte

Agência: Ansa
Foto: EPA / Ansa<?php echo $paginatitulo ?>

(ANSA) - No mesmo dia em que o Brasil registrou pela primeira vez mais de mil mortes pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta terça-feira (19) que "ainda bem" que o "monstro" da Covid-19 apareceu.

O comentário de Lula aconteceu durante uma entrevista por videoconferência ao jornalista Mino Carta, da revista "Carta Capital".

O ex-presidente celebrou a aparição do novo coronavírus para mostrar a necessidade de uma maior presença do Estado.

"Quando vejo essas pessoas acharem bonito que 'tem que vender tudo o que é público', que o 'público não presta nada', ainda bem que a natureza contra a vontade da humanidade, criou esse monstro chamado coronavírus. Porque esse monstro está permitindo que os cegos comecem a enxergar que apenas o Estado é capaz de dar solução a determinadas crises. Essa crise do coronavírus, somente o Estado é que pode resolver isso", disse Lula.

Além da polêmica declaração, Lula também comentou sobre o ex-presidente dos Estados Unidos Franklin Roosevelt, que liderou o país entre 1933 e 1945. Na época, aconteceu a Segunda Guerra Mundial.

Na oportunidade, Lula questionou se Roosevelt "estava preocupado com o orçamento da União" ou com o "déficit fiscal" quando os Estados Unidos entraram no conflito.

Pela primeira vez desde o início da pandemia, o Brasil ultrapassou a marca de mil mortes pela Covid-19 em 24 horas. De acordo com o Ministério da Saúde, foram registrados 1.179 óbitos em um dia, elevando o número total a 17.971.(ANSA)