Política

09/09/2019 as 09:25

'Logo estarei de volta', diz Bolsonaro após cirurgia

"O cara é forte!!! Graças a Deus correu tudo bem em mais essa batalha pela vida", disse

fonte
Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil<?php echo $paginatitulo ?>

Por Cristian Favaro, Paulo Roberto Netto, Circe Bonatelli e Paula Reverbel

O presidente Jair Bolsonaro foi submetido neste domingo pela manhã em São Paulo à quarta cirurgia após o ataque a faca que sofreu durante a campanha eleitoral há um ano. O procedimento foi para correção de hérnia incisional, que surgiu sob a cicatriz das cirurgias anteriores. "Mais uma cirurgia. Desta vez foram 5 horas, mas estamos bem. Obrigado a todos pelo apoio e orações! Obrigado Deus pela minha vida! Logo estarei de volta ao campo. Irruuu!", escreveu o presidente em rede social no fim da tarde.

Em seguida, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho mais velho do presidente, divulgou uma foto ao lado do pai. "O cara é forte!!! Graças a Deus correu tudo bem em mais essa batalha pela vida", disse.

Segundo o médico responsável pelo procedimento, Antônio Macedo, cirurgião geral do Hospital Vila Nova Star, o quadro de Bolsonaro é estável e as visitas estão restritas. Ele ainda disse que o procedimento durou mais do que o inicialmente previsto devido a uma aderência do intestino, mas não houve complicações.

"A gente fala que vai durar duas horas. Mas vai durar o que é necessário. Se precisar durar quatro, que demore. O importante é ficar bem-feito. Tem de ter muito cuidado para não machucar o intestino de forma alguma", explicou.

Após o procedimento, o porta-voz da Presidência da República, general Otávio Rego Barros, informou que Bolsonaro passou a Presidência ao vice, Hamilton Mourão, pelos próximos cinco dias a partir de ontem. Mas a internação pode se estender por até dez dias, afirmou Macedo aos jornalistas no início da noite.

"Ele só vai sair daqui direto para o aeroporto, não vai ficar em hotel, então é difícil dizer (quando receberá alta). Mesmo que ele esteja bem em cinco dias, para viajar ele precisa de uns dez dias", concluiu.

Ao ser questionado sobre possíveis novas cirurgias, o médico disse que a chance da hérnia voltar é pequena. "Elas têm índice de reincidir, mas essa probabilidade não é superior a 6%. A chance é muito pequena. O tecido está bem mais musculoso e mais forte, é de imaginar que não vai haver reincidência, mas é sempre possível". A partir de hoje, Bolsonaro passará por uma dieta líquida.

No único boletim médico divulgado, o hospital informou que Bolsonaro apresenta quadro clínico estável e fará sua recuperação no apartamento, com visitas restritas.

De acordo com Macedo, as hérnias incisionais podem ocorrer em casos de cirurgias que não foram planejadas, como a que foi realizada em Bolsonaro após a facada. "Tudo isso é consequência das cirurgias. O tecido ficou enfraquecido, cedeu a sutura e surgiu essa hérnia."

Visitas

Flávio Bolsonaro, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filhos do presidente, estiveram no hospital. A primeira-dama, Michelle, também acompanha o presidente. "Agradecemos a Deus, a toda equipe médica do hospital e a todos que rezaram/oraram. A cirurgia foi um sucesso", afirmou Eduardo, em rede social.

O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, desejou boa recuperação pelo Twitter. "Meu amigo Jair Bolsonaro, estou feliz que sua cirurgia tenha sido bem-sucedida. Desejo uma total recuperação e sucesso para você e para o povo brasileiro. Feliz Dia da Independência", declarou, em referência ao 7 de Setembro. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.