Política

18/09/2018 as 21:16

PT gasta R$1,5 milhão com advogados de defesa de Lula

Despesa é descrita como "consultoria jurídica" a chapa

Agência: Ansa
Foto: AnsaFlash<?php echo $paginatitulo ?>

(ANSA) - A campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pagou R$1,5 milhão ao escritório de advocacia Teixeira, Martins e Advogados, responsável pela defesa do petista nos processos da Operação Lava Jato. A informação foi revelada nesta terça-feira (18) pelo jornal "Folha de São Paulo".
    De acordo com a publicação, citando uma nota oficial, a despesa é descrita como "consultoria jurídica em processo eleitoral". O escritório "prestou consultoria ao registro da chapa do Partido dos Trabalhadores", diz o texto.
    A prestação de contas da candidatura chegou a ser barrada na Justiça Eleitoral e foi substituída pela a do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad desde a última terça-feira (11). Segundo os dados, este é o maior gasto com magistrados já registrado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até o momento.
    O jornal ainda informa que parte da consultoria foi referente a decisão do Comitê de Direitos Humanos da ONU, que apoiou a candidatura de Lula à Presidência, pedindo que o Estado respeitasse seu direito. Ao todo, a campanha do PT já gastou R$26 milhões, incluindo despesas de R$900 mil com o escritório Aragão e Ferraro Advogados e R$150 mil com o escritório de Edilene Lobo, ambos especializados em direito eleitoral. No site do TSE, todo o valor foi transferido para o registro de Haddad.
    Neste ano, o PT recebeu R$212 milhões do Fundo Especial de Financiamento, conhecido como fundão, em que R$1,7 bilhão do Tesouro Nacional são destinados aos partidos para o financiamento das campanhas. Os gastos eleitorais para a campanha presidencial estão limitados a R$70 milhões. Lula está preso desde abril na sede da Polícia Federal (PF)em Curitiba. Ele foi condenado a 12 anos e um mês de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva no caso do tríplex do Guarujá (SP).(ANSA)