Mundo

15/09/2020 as 20:05

Presidente do Instituto de Astrofísica da Itália morre aos 67 anos

Nichi D'Amico é tido como o 'pai' do radiotelescópio da Sardenha

Agência: Ansa
Foto / Reprodução<?php echo $paginatitulo ?>

O presidente do Instituto Nacional de Astrofísica (INAF), o italiano Nicolò D'Amico, conhecido como Nichi, morreu nesta terça-feira (15), aos 67 anos, em Cagliari, na Itália. A causa do óbito não foi revelada.

Nascido em Palermo em 28 de junho de 1953, Nichi formou-se em física pela Universidade de Palermo em 1977. Ao longo de sua carreira, ele atuou como professor de astrofísica da Universidade de Cagliari, além de presidir o Instituto Nacional.

D'Amico dedicou sua vida às estrelas, à radioastronomia e, sobretudo, à criação do maior e mais poderoso radiotelescópio italiano, localizado no sul da ilha da Sardenha. Ele deixa esposa e uma filha.

"Estou profundamente triste com a perda de Nichi D'Amico, um grande cientista italiano. Vamos sentir muito a falta dele. D'Amico deixa um grande vazio no campo das ciências espaciais, para o qual contribuiu pessoalmente tanto como cientista de renome internacional como presidente do INAF, apoiando a participação de cientistas italianos nas principais missões científicas da Agência Espacial Europeia e NASA", lamentou Giorgio Saccoccia, presidente da Agência Espacial Italiana (ASI).