Mundo

13/02/2020 as 11:51

Diosdado Cabello em 2013 Tio de Guaidó é detido entrando na Venezuela por transportar explosivos, afirma Diosdado Cabell

No dia 5 de fevereiro, o governo dos EUA ameaçou impor novas sanções contra a Venezuela

Agência Sputnik
Foto: © AP Photo / Ariana Cubillos<?php echo $paginatitulo ?>

Um familiar do líder da oposição venezuelana Juan Guaidó foi detido pelas autoridades venezuelanas por transportar "substâncias de natureza explosiva", conforme divulgado esta quarta-feira (12).

Diosdado Cabello, presidente da Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela (ANC), especificou que o detido é Juan José Márquez, tio de Guaidó, que regressou à Venezuela no mesmo avião que o líder oposicionista.

"Andam falando por aí do desaparecimento forçado do senhor Juan josé Márquez. Vou lhes dizer por que este senhor está detido. Transportava material perigoso", explicou o presidente da ANC, acrescentando que o familiar de Guaidó não só tinha um colete à prova de bala que não declarou, como também transportava consigo lanternas de mão que tinham no seu interior "substâncias químicas de natureza explosiva", supostamente C-4.

Cabello precisou ainda que o familiar de Guaidó tinha no seu celular provas de que mantinha "contato telefônico com um funcionário do Serviço Secreto dos EUA com o nome de Charles", escreve mídia. 

No dia 5 de fevereiro, o governo dos EUA ameaçou impor novas sanções contra a Venezuela.

A crise política no país sul-americano se agravou em janeiro de 2019, quando o opositor Juan Guaidó se autoproclamou presidente interino do país.