Mundo

07/11/2019 as 15:30

Pela 1ª vez na história, Brasil vota contra resolução da ONU que condena embargo a Cuba

Além do Brasil, votaram contra a condenação do embargo somente o próprio Estados Unidos e Israel

Agência Sputnik
Foto: © AP Photo / Jorge Rey<?php echo $paginatitulo ?>

O governo brasileiro votou nesta quinta-feira (7) contra a resolução da Organização das Nações Unidas (ONU) que condena e pede o fim do embargo dos Estados Unidos a Cuba.
A posição brasileira é inédita e altera a posição diplomática do Brasil adotada desde 1992, quando a condenação do embargo foi votada pela primeira vez.

A resolução foi votada novamente na plenária da Assembleia-Geral da ONU e foi aprovada por 187 votos favoráveis, 3 contra e 2 abstenções.

Além do Brasil, votaram contra a condenação do embargo somente o próprio Estados Unidos e Israel. Colômbia e Ucrânia se abstiveram.

O embargo que os Estados Unidos mantêm contra Cuba tem como objetivo impedir a maioria das trocas comerciais com o país caribenho. Os Estados Unidos podem punir judicialmente empresas nacionais e estrangeiras que realizem transações comerciais com a ilha.

A resolução condenando o embargo é apresenta pela Assembleia-Geral da ONU desde 1992.