Mundo

10/01/2019 as 15:23

OEA não reconhece governo de Maduro e pede novas eleições

A OEA resolveu "não reconhecer a legitimidade do período do regime de Nicolás Maduro

Agência Sputnik
Foto: © REUTERS / Carlos Garcia Rawlins<?php echo $paginatitulo ?>

O Conselho Permanente da Organização dos Estados Americanos (OEA) aprovou uma resolução na qual não reconhece a legitimidade do novo mandato do governo de Nicolás Maduro na Venezuela e pediu a realização de novas eleições em uma data próxima com observadores internacionais.

A OEA resolveu "não reconhecer a legitimidade do período do regime de Nicolás Maduro a partir de 10 de janeiro de 2019", afirmou em comunicado quinta-feira.

A resolução foi aprovada com 19 votos a favor, 6 contra, 8 abstenções e 1 ausência. 

Nicolás Maduro, começa neste 10 de janeiro um segundo período consecutivo como chefe de Estado até janeiro de 2025.

Maduro assume a Presidência em meio a críticas e rejeição de vários países para a legitimidade de seu mandato.

Em 4 de janeiro, 13 países dos 14 membros do Grupo Lima não reconheceram a legitimidade do novo mandato presidencial de Maduro e pediram ao presidente que não tomasse posse.

Os países que assinaram o documento foram Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Guiana, Honduras, Panamá, Paraguai, Peru e Santa Lúcia; O México absteve-se de assinar o texto.