Mundo

22/12/2018 as 13:30

Situação de emergência ocorre em mina de cidade russa

Até o momento, a equipe de resgate não conseguiu estabelecer contato com os mineiros bloqueados na mina

Agência © Sputnik
Foto; Sputnik / Pavel Lisitsyn<?php echo $paginatitulo ?>

Na região russa de Primorie, a equipe de resgate tenta libertar os mineiros presos dentro da mina cheia de fumaça. No entanto, nove deles continuam bloqueados.
No sábado (22), em uma mina da empresa russa Uralkaliy foi relatada fumaça. Oito pessoas foram evacuadas para a superfície. Até o momento, nove empregados ainda continuam na mina. Até o momento, a equipe de resgate não conseguiu estabelecer contato com os mineiros bloqueados na mina, informou o chefe da empresa russa, Andrei Maksimov.

Na opinião dele, os empregados que estão na mina têm "chances de salvamento muito pequenas", mesmo apesar de estarem equipados com todos os meios de proteção individual.

No local do incidente está trabalhando uma equipe de resgate, o Ministério para as Situações de Emergência e nove equipes de emergência médica. 

Mais cedo, foi relatado que uma explosão de metano teria provocado um incêndio em uma mina na cidade de Solikamsk, na região russa de Primorie.

No entanto, o Ministério para as Situações de Emergência negou essas informações, afirmando que não houve nenhuma explosão de metano.

"O Ministério para as Situações de Emergência nega as informações sobre explosão de metano", declarou a representante da administração regional, Daria Levchenko.

Ademais, ela comunicou que o governador da região, Maksim Reshetnikov, também chegou ao local do incidente. 

"O governador chegou à mina. No local está trabalhando um estado-maior operativo."

Atualmente o Comitê de Investigação da Rússia está tentando determinar as causas do incêndio e detalhar outros fatos do incidente.