Mundo

07/11/2018 as 17:36

Premier italiano quer eleições na Líbia o mais cedo possível

Itália sediará conferência para tratar crise no país africano

Agência: AnsaFlash / Conteúdo Licenciado
Foto: AnsaFlash<?php echo $paginatitulo ?>

(ANSA) - O primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, afirmou nesta quarta-feira (7) que a conferência promovida pelo governo italiano sobre a situação da Líbia, que acontecerá nos dias 12 e 13 de novembro, pretende superar o impasse atual no país para realizar as "eleições o mais cedo possível".

Segundo o premier, a reunião tem o objetivo de "superar o impasse atual no processo político com eleições o mais cedo possível, assim que as condições políticas, legislativas e de segurança necessárias sejam cumpridas".

Durante entrevista à imprensa, Conte afirmou que, até o momento, "há satisfação com o elevado número de confirmações recebidas para a conferência de Palermo sobre a Líbia, em que haverá os principais interlocutores do cenário líbio".

O encontro pretende reunir os principais atores da crise na nação africana, como o líder do governo de união nacional, Fayez al Sarraj, baseado em Trípoli, e o general Khalifa Haftar, que controla o leste líbio e a principal força armada do país.

"Quero esclarecer que nós não acreditamos que podemos resolver todos os problemas, mas queremos criar uma oportunidade sustentável no encontro", explicou o premier. Para o político italiano, a conferência de Palermo é um passo fundamental no objetivo de estabilizar a Líbia e para a segurança de todo o Mediterrâneo". (ANSA)