Mundo

11/01/2018 as 17:40

Gritando "Allahu Akbar", detento fere 3 em prisão da França

Ganczarski cumpre pena de 18 anos por ataque na Tunísia em 2002

Agência Ansa
Foto: Reprodução<?php echo $paginatitulo ?>

Pelo menos três policiais foram feridos nesta quinta-feira (11) na penitenciária de segurança máxima de Vendin-le-Vieil, no norte da França, após um alemão convertido ao islamismo atacá-los com uma tesoura. De acordo com a direção do presídio, o alemão Christian Ganczarski teria atacado dois dupervisores e um oficial gritanto "Allah Akbar" ("Alá é grande", em tradução livre).
    Conhecido como um prisioneiro particularmente perigoso, Ganczarski já havia sido transferido para o isolamento na última sexta-feira (5) após as autoridades interceptarem uma conversa telefônica. Segundo as autoridades, todos já estavam em alerta para um eventual ataque do detido. As vítimas foram hospitalizadas e apenas uma está em estado grave. Ganczarski cumpre pena de 18 anos de prisão por cumplicidade no ataque à sinagoga de Djerba, na Tunísia, em abril de 2002, que deixou 21 mortos.