Mundo

07/10/2017 as 11:46

Chancelaria boliviana acusa Estados Unidos de conspiração

O Governo da Bolívia acusou os Estados Unidos de conspirar contra La Paz

Agência Sputnik
Foto: © REUTERS/ David Mercado<?php echo $paginatitulo ?>

O Governo da Bolívia acusou os Estados Unidos de conspirar contra La Paz por reunir representantes da oposição boliviana e delegações diplomáticas no Departamento de Estado, afirmou nesta sexta-feira (6) o chanceler interino Carlos Romero.
Os Estados Unidos "são os patrocinadores, porque conspiram, convocam delegações diplomáticas para que possam escutar as vozes enviesadas de políticos opositores, fazem de maneira oficial, por escrito, cumprindo os procedimentos de uma convocatório oficial", disse Romero em coletiva de imprensa.

O chanceler interino afirmou ter convocado um funcionário da embaixada dos EUA em La Paz para expressar seu protesto formal. O representante diplomático estadunidense apresentou uma explicação "pouco convincente", disse Romero, mas afirmou que informaria Washington da preocupação boliviana. 

Nesta sexta, o Departamento de Estado dos EUA fez uma reunião com dois senadores bolivianos da oposição, Óscar Ortiz e Arturo Murillo, e representantes diplomáticos de oito países. 

Um dos temas do encontro seria a pretensão do presidente boliviano Evo Morales de buscar a reeleição. 

"É muito grave que nossos adversários sob os auspícios do Departamento de Estado se encontrem com um representante chileno e outros para discutir questões de política interna na Bolívia", disse Romero. 

A Bolívia formalizou sua queixa por escrito perante o governo dos Estados Unidos, concluiu o ministro.