Esportes

02/08/2020 as 20:19

Internacional goleia Esportivo e se garante na final do segundo turno

A pressão colorada continuava e o placar foi ampliado aos 11

fonte
Foto: Ricardo Duarte/Internacional<?php echo $paginatitulo ?>

De volta ao Beira-Rio, o Internacional mostrou a diferença que faz um bom gramado e garantiu a classificação para a final do segundo turno do Campeonato Gaúcho na tarde deste domingo, ao golear o Esportivo, por 4 a 0.

O início do Internacional foi arrasador e a vaga havia sido encaminhada já nos primeiros 13 minutos, quando o time comandado por Eduardo Coudet já ganhava por 3 a 0.

Agora, o Internacional aguarda o adversário da final, que vai sair do confronto entre Grêmio e Novo Hamburgo, na noite deste domingo, na Arena do Grêmio.

O Internacional precisou de apenas um minuto para abrir o placar Edenilson cruzou e Thiago Galhardo chegou finalizando para o gol. O segundo quase saiu aos quatro, quando Marcos Guilherme bateu rasteiro e o experiente Renan defendeu sem dar rebote.

A pressão colorada continuava e o placar foi ampliado aos 11. Marcos Guilherme chutou e contou com ajuda de Renan para marcar. O Esportivo não respirava. Dois minutos depois, Thiago Galhardo desarmou João Pedro e tocou para Guerrero fazer o terceiro.

Mesmo com a vaga para a final encaminhada, o Inter não diminuiu o ritmo. Aos 23, Boschilia exigiu grande defesa de Renan. Depois da parada técnica, o time colorado tirou um pouco o pé do acelerador. Mas o Esportivo só chegava nas bolas aéreas.

Aos 38, Guerrero recebeu de Boschilia e bateu para mais uma boa defesa de Renan. Ainda antes do intervalo, o Inter teve outra oportunidade. Boschilia tabelou com Galhardo e finalizou por cima.

Como a vitória estava encaminhada, o técnico Eduardo Coudet voltou com três alterações para o segundo tempo. Víctor Cuesta, Thiago Galhardo e Guerrero foram substituídos por Zé Gabriel, D'Alessandro e William Pottker, respectivamente.

A primeira chance de etapa final foi criada pelo Esportivo. João Pedro cruzou, a bola passou por Bruno Fuchs e Flávio Torres quase completou. A qualidade técnica, porém, fez a diferença e o Internacional marcou o quinto aos 14 minutos.

William Pottker recebeu de Patrick e deu passe preciso para Boschilia finalmente marcar depois de inúmeras tentativas no primeiro tempo. Aos 18, Sapeka ia saindo em direção ao gol e foi puxado por Saravia, que acabou expulso.

Tranquilo na partida, o Internacional passou a valorizar a posse da bola, deixando o tempo passar. O time colorado ainda reclamou de um pênalti não marcado em Zé Gabriel já nos acréscimos.