Esportes

23/02/2020 as 13:34

Ponte Preta empata com a Ferroviária e interrompe série de derrotas

A Ponte Preta entrou em campo sem o técnico Gilson Kleina e com Fabinho Moreno como interino

fonte
Foto: Divulgação<?php echo $paginatitulo ?>

A Ponte Preta interrompeu a série de três derrotas consecutivas ao empatar por 1 a 1 com a Ferroviária, neste sábado, no estádio Moisés Lucarelli, pela sétima rodada do Campeonato Paulista. O time de Campinas manteve um tabu de 30 anos sem perder do time de Araraquara, embora tenham ficado na igualdade nos últimos quatro confrontos.

O empate deixou a Ponte Preta com sete pontos no Grupo A, em terceiro lugar, atrás de Água Santa (8) e Santos (11), só na frente do Oeste (4). Enquanto a Ferroviária segue como lanterna do equilibrado Grupo D, com seis pontos, atrás de Red Bull Bragantino e Corinthians, com oito, e Guarani com nove.

A Ponte Preta entrou em campo sem o técnico Gilson Kleina e com Fabinho Moreno como interino. Nas tribunas, João Brigatti, novo comandante, viu tudo. O time começou pressionando, com marcação alta para dificultar a saída de bola da Ferroviária. Mas na primeira chance que teve o adversário abriu o placar, de forma esquisita. O lance começou em cobrança de lateral, passando por um desvio de cabeça de Hygor e terminando com um toque leve de Henan que encobriu o goleiro Ivan aos nove minutos.

Por alguns momentos, o time campineiro sentiu a desvantagem, passou a errar passes e a não progredir ao ataque. Aos 35 minutos, a Ferroviária perdeu o zagueiro Elton, que recebeu o cartão vermelho direto após cometer falta violenta em cima de Roger, que seguia em direção ao gol.

O técnico Sérgio Soares, em seguida, sacrificou o atacante Henan para recompor sua defesa com a entrada de William. Aos 41 minutos, a Ponte Preta reclamou de pênalti quando William se enroscou com Roger dentro da área.

No segundo tempo, a Ponte voltou com Alison Safira no ataque, no lugar de Bruno Rodrigues. Além disso, o técnico Fabinho Moreno adiantou a marcação, não dando espaços nem mesmo para os contra-ataques da Ferroviária.

Mas, sem criatividade, os campineiros só levantavam a bola na área ou arriscavam chutes de longe. Aos 11 minutos, Felipe Saraiva chutou de fora da área e Saulo caiu no chão para rebater Jogando muito recuada, com vários jogadores dentro da área, a Ferroviária se complicou na marcação. Aos 14 minutos, o zagueiro Patrick Marcelino atingiu Alison Safira por baixo e cometeu pênalti. Na cobrança, Roger escolheu o centro do gol enquanto Saulo caiu para o lado esquerdo. Tudo igual aos 16 minutos.

Sem chance de sair para o ataque, Sérgio Soares reforçou a marcação, tirando o meia Claudinho para a entrada do volante Karl na Ferroviária. Até o fim do jogo, a Ponte Preta manteve a pressão, inclusive com as entradas de Mateus Anderson e Yuri para explorar as laterais.

Aos 43 minutos, o goleiro Saulo fez duas defesas seguidas nos chutes de Safira e depois de Dawhan. O goleiro ainda salvou a Ferroviária ao espalmar cabeçada de Safira aos 47 minutos. Mas a equipe foi valente ao se defender e segurou o empate em um jogo intenso.

Os dois times voltam a campo em 1.º de março, às 16 horas. A Ponte Preta vai até o Morumbi para enfrentar o São Paulo, enquanto a Ferroviária receberá o Botafogo de Ribeirão Preto, em um duelo regional.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 1 X 1 FERROVIÁRIA

PONTE PRETA - Ivan; Apodi (Mateus Anderson), Wellington Carvalho, Henrique Trevisan e Guilherme Lazaroni (Yuri); Bruno Reis, Dawhan e João Paulo; Felipe Saraiva, Roger e Bruno Rodrigues (Alison Safira). Técnico: Fabinho Moreno (interino).

FERROVIÁRIA - Saulo; Lucas Mendes, Patrick Marcelino, Elton e Bruno Recife; Mazinho, Tony e Claudinho (Karl); Felipe Ferreira (Patrick Brey), Henan (William) e Higor Leite. Técnico: Sérgio Soares.

GOLS - Henan aos nove minutos do primeiro tempo. Roger aos 16 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Márcio Henrique de Gois.

CARTÕES AMARELOS - Apodi (Ponte Preta); Tony (Ferroviária).

CARTÃO VERMELHO - Elton (Ferroviária).

RENDA - R$ 37.160,00.

PÚBLICO - 1.878 pagantes (2.103 total).

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.