Esportes

17/02/2020 as 13:20

Jogador do Porto abandona jogo após sofrer insultos racistas

Ofensas contra Moussa Marega começaram logo após o seu gol

Agência: Ansa
Foto: EPA / Ansa<?php echo $paginatitulo ?>

(ANSA) - O atacante Moussa Marega, do Porto, abandonou o jogo contra o Vitória de Guimarães, pela 21ª rodada do Campeonato Português, após ter sido vítima de racismo pelos torcedores do time rival.

O caso aconteceu por volta dos 15 minutos da etapa final, no estádio Dom Alfonso Henriques, em Guimarães, logo após o segundo gol dos Dragões, que venceram o duelo por 2 a 1.

Marega, que é ex-jogador do Vitória, marcou o gol e saiu para comemorar. O malinês foi até a arquibancada apontando para o seu braço. A torcida adversária respondeu jogando objetos no gramado, até algumas cadeiras do estádio.

O atleta de 28 anos, por sua vez, pegou uma dos assentos e o colocou em cima da cabeça, levando cartão amarelo pela provocação. Mesmo assim, os insultos não terminaram e fizeram Marega tomar a atitude de abandonar o campo. Enquanto tentava sair, fez sinais negativos com as mãos.

Jogadores do Porto e do Vitória tentaram conter o atacante, mas nada o impediu de deixar o gramado. Após alguns minutos, o técnico do time visitante, Sérgio Conceição, colocou Wilson Manafá no lugar do malinês.

Pelas redes sociais, Marega desabafou sobre o ocorrido, tendo escrito uma mensagem contra os torcedores do Vitória e o árbitro do duelo, Luis Godinho.

"Gostaria apenas de dizer a esses idiotas que vêm ao estádio fazer gritos racistas ... vá se f... E também agradeço aos árbitros por não me defenderem e por terem me dado um cartão amarelo porque defendo minha cor da pele. Espero nunca mais encontrá-lo em um campo de futebol! VOCÊ É UMA VERGONHA!!!!", escreveu o atleta.

Em nota, o Vitória de Guimarães informou que vai investigar se houve insultos racistas por parte da sua torcida. No entanto, apesar do comunicado, o presidente do time, Miguel Pinto Lisboa, disse que não notou nenhuma discriminação contra Marega.

"Sinceramente, não percebi. Percebi sim uma atitude provocatória de um atleta. Muitas das vezes não notamos tudo que acontece. O estádio tem câmeras de vigilância, e com base nelas, vamos apurar todos os acontecimentos e, se houve, vamos sancioná-los, obviamente", declarou o dirigente.

Revelado pelo Évry, da França, Marega tem passagens por Le Poiré-sur-Vie, Amiens, Espérance de Tunis, Marítimo, Vitória de Guimarães e Porto. O atacante também é um dos principais nomes da seleção de Mali.(ANSA)