Esportes

12/08/2019 as 21:35

Exames apontam lesão muscular na coxa direita do atacante Pedro, do Fluminense

Pedro se machucou ainda no primeiro tempo do jogo de sábado e saiu no intervalo

fonte
Foto: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC<?php echo $paginatitulo ?>

Exames realizados nesta segunda-feira diagnosticaram uma lesão muscular na coxa direita do atacante Pedro, do Fluminense, sofrida na derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG, no último sábado, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com isso, o jogador deve desfalcar a equipe, domingo, às 16 horas, no Maracanã, diante do CSA, pelo Brasileirão. Na sequência, o time terá os duelos pelas quartas de final da Copa Sul-Americana contra o Corinthians, nos dias 22, e 29, para os quais o atleta se tornou dúvida por causa do novo problema.

Recuperado de uma pancada no tornozelo esquerdo, João Pedro, que substituiu Pedro no decorrer do duelo contra o Atlético-MG, deve herdar a vaga no setor ofensivo da equipe tricolor no próximo final de semana e até possivelmente diante dos corintianos, caso o titular não possa atuar no mata-mata continental.

Pedro se machucou ainda no primeiro tempo do jogo de sábado e saiu no intervalo. O atacante voltou aos campos em abril, depois de nove meses de recuperação devido a uma cirurgia no joelho direito. Em 14 jogos após o seu retorno, Pedro fez cinco gols.

Ao informar sobre o resultado dos exames realizados por Pedro, o Fluminense não estabeleceu um período de afastamento para o atacante, mas esse tipo de lesão costuma demandar cerca de três semanas de reabilitação.

Após o jogo com o CSA, a equipe carioca só voltará a atuar pelo Brasileirão no dia 2 de setembro, no Maracanã, pela 17ª rodada. Isso porque o duelo com o Palmeiras, válido pela 16ª jornada da competição, foi adiado de 25 de agosto para o dia 10 do próximo mês, no Allianz Parque, por causa de um compromisso do time paulista contra o Grêmio, também na capital paulista, no próximo dia 27, pelo confronto de volta das quartas de final da Copa Libertadores.

O Fluminense soma apenas 12 pontos no Brasileiro, graças a três vitórias, três empates e oito derrotas, e ocupa a 16ª posição da tabela, logo acima da zona do rebaixamento, hoje encabeçada pelo Cruzeiro, 17º, com 11 pontos. A defesa do time do técnico Fernando Diniz é a segunda mais vazada da competição, com 24 gols sofridos - só a Chapecoense, com 27, levou mais bolas nas redes até aqui. O ataque tricolor marcou 19 vezes.