Esportes

12/06/2019 as 21:44

Grêmio vence a primeira fora de casa e interrompe boa sequência do Botafogo

Mas este lance foi praticamente o único da etapa inicial

Agência: AE
Foto: Site / Grêmio<?php echo $paginatitulo ?>

Por Pery Negreiros, especial para AE
O Grêmio obteve a sua primeira vitória como visitante no Campeonato Brasileiro ao derrotar o Botafogo por 1 a 0, nesta quarta-feira, no Engenhão, pela nona rodada da competição. O gol do triunfo foi marcado por Jean Pyerre, de falta, na parte final da partida, interrompendo o bom momento do time carioca.

A segunda vitória em sequência - no fim de semana, derrotara o Fortaleza em Caxias do Sul, também com um gol no fim do jogo, marcado por um jovem da base, Pepê - deixou os gaúchos com 11 pontos, fazendo com que se distanciem um pouco da zona da degola Já a equipe carioca, que vinha de duas vitórias, permanece com seus 15 pontos e pode perder posições no pelotão de frente no transcorrer da rodada.

O jogo contou com bom público no Engenhão - mais de 17 mil presentes -, mas teve escassas emoções. Logo aos dois minutos, Diego Tardelli fez uma ótima jogada individual pela esquerda - por onde caiu em diversas oportunidades em parceria com o lateral Juninho Capixaba - para a defesa de Diego Cavalieri. Mas este lance foi praticamente o único da etapa inicial.

Do lado botafoguense, as tentativas de contra-ataque quase sempre encontravam Diego Souza de costas para o gol e, dessa maneira, a equipe da casa não chegou a incomodar muito a "mutilada" zaga gremista (Geromel, vetado antes do jogo desta quarta-feira, além de Kannemann e Cortez, que ainda se recuperam de lesão, foram as ausências).

No meio, Maicon foi outro desfalque de última hora, totalizando oito gremistas que deixaram de defender o time de Renato Gaúcho nesta rodada (Luan, Paulo Miranda, Everton e Matheus Henrique completaram o time de ausentes). Mesmo assim, a equipe visitante adiantou a marcação e chegou a reclamar de um pênalti não marcado em cruzamento na área que resvalou no braço de Joel Carli, o que foi rechaçado pela arbitragem.

Na volta do intervalo, os gaúchos permaneceram com mais iniciativa e continuavam tentando abrir espaços na defesa botafoguense, embora não conseguissem concluir com perigo para a meta de Cavalieri. Lá atrás, a lesão do zagueiro Rodriguez complicou ainda mais o trabalho de Renato Gaúcho, que teve de improvisar dois volantes no miolo de zaga, uma vez que Michel já estava na vaga de Geromel desde o início e Darlan entrou no time

Mas sem ser efetivamente ameaçada pelos donos da casa, a equipe de Renato Gaúcho continuava a rondar muito mais a área botafoguense do que o contrário. E foi em uma falta sofrida por Jean Pyerre na entrada da área que o total marasmo da partida foi encerrado. O próprio jovem meia da base pegou a bola e, mirando no canto onde estava Cavalieri, acertou um chute forte para abrir o placar no Engenhão, aos 35 minutos.

Sem forças para reagir nos dez minutos finais do confronto, os cariocas só ameaçaram o goleiro Paulo Victor aos 46, com uma tentativa de Yuri, defendida com firmeza pelo camisa 1 gremista

Na próxima rodada, que só ocorrerá a partir de 14 de julho, o Botafogo tentará se recuperar do revés visitando o Cruzeiro no Mineirão, enquanto o Grêmio busca embalar de vez na volta a seu estádio para enfrentar o Vasco - antes, o time gaúcho vai enfrentar o Bahia no duelo de ida das quartas de final da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO 0 X 1 GRÊMIO

BOTAFOGO - Diego Cavalieri; Fernando, Joel Carli, Gabriel e Gilson; Cícero, Alex Santana e João Paulo (Yuri); Erik, Diego Souza e Luiz Fernando (Lucas Campos). Técnico: Eduardo Barroca.

GRÊMIO - Paulo Victor; Leonardo Gomes, Michel, Rodriguez (Darlan) e Juninho Capixaba; Romulo, Thaciano, Alisson, Jean Pyerre e Diego Tardelli (Pepê); Felipe Vizeu (André). Técnico: Renato Gaúcho.

GOL - Jean Pyerre, aos 35 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (PB).

CARTÕES AMARELOS - Yuri (Botafogo); Thaciano e André (Grêmio).

RENDA - R$ 495.344,00

PÚBLICO - 15.840 pagantes (17.757 presentes).

LOCAL - Engenhão, no Rio.