Economia

15/01/2020 as 16:45

Petroleiros vão discutir greve contra demissões em fábrica da Petrobras no PR

Na próxima sexta-feira, as entidades pretendem realizar um ato em Araucária contra as demissões na Fafen-PR

fonte
Foto: Divulgação<?php echo $paginatitulo ?>

Por Wagner Gomes
A Federação Única dos Petroleiros (FUP) estuda a realização de uma greve nacional contra a decisão da Petrobras de desativar a sua fábrica de fertilizantes nitrogenados em Araucária, no Paraná. Segundo o sindicato, o fechamento da fábrica deve resultar na demissão de mil trabalhadores, sendo 396 diretos e 600 empregados terceirizados.

"Os dirigentes da FUP e dos sindicatos filiados estarão nos próximos dias em Curitiba para discutir uma greve nacional em defesa dos direitos dos trabalhadores e da preservação dos empregos", informa a FUP em nota publicada em seu site.

Na próxima sexta-feira, as entidades pretendem realizar um ato em Araucária contra as demissões na Fafen-PR, além de uma série de atos regionais pelo País em defesa dos trabalhadores.

Os sindicalistas lembram que a Petrobras também está negociando a venda da Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar) e da Usina do Xisto (SIX), ambas no polo de Araucária. "Essas duas unidades integram o pacote de oito refinarias, com suas redes de dutos e terminais, que a direção da estatal pretende privatizar, no rastro da desintegração da empresa, que está em curso desde 2016."