Economia

19/09/2018 as 17:29

Brasil está entre os países mais pessimistas sobre economia

Pesquisa avaliou confiança dos cidadãos

Agência: Ansa
Foto: Marcello Casal / ABr<?php echo $paginatitulo ?>

(ANSA) - Somente 9% dos brasileiros acreditam que a situação econômica do país esteja boa. Essa foi a conclusão de um estudo divulgado nesta terça-feira (19), em Washington, pelo PEW Research Center, um instituto norte-americano que avaliou a confiança dos cidadãos de 27 países após dez anos da crise econômica de 2008, desencadeada pela falência do banco norte-americano Lehman Brothers.
O estudo revelou que 53% dos brasileiros creem que a vida era melhor 20 anos atrás e que as crianças de o hoje encontrarão uma situação econômica pior que a atual quando chegarem à idade adulta.
O Brasil apresenta índice de confiança semelhante a países como Grécia (4%) e Tunísia (8%). No lado oposto, a Holanda é apresentou o melhor resultado, com 85% de avaliação positiva do cenário econômico. O estudo ainda mostra que 34% dos brasileiros creem que a situação melhorará no futuro enquanto 22% não acreditam em mudanças. Os índices brasileiros são parecidos com os das economias consideradas emergentes.
Nos países considerados desenvolvidos, o pessimismo com o futuro é ligeiramente superior: 56% pensam que a situação econômica será pior no futuro, enquanto 34% preveem melhora.
O levantamento foi feito nos Estados Unidos, Canadá, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Itália, Holanda, Polônia, Espanha, Suécia, Reino Unido, Rússia, Austrália, Índia, Indonésia, Japão, Filipinas, Coreia do Sul, Israel, Tunísia , Quênia, Nigéria, África do Sul, Argentina, Brasil e México.
"Dez anos depois da crise financeira, a confiança foi restabelecida em muitos países, mas o pessimismo sobre o futuro persiste, assim com a sensação de que as condições econômicas eram melhores antes da crise", diz Bruce Stokes, do PEW Research Center. (ANSA)